sábado, 8 de novembro de 2008

MODE E LITERATURA












(fotos de Juliana Maran)

O desfile foi lindo...Com a chuva dramática...lavando alma da Av. Paulista e limpando suas ruas para o nosso desfile.

A passarela ( cego é quem não vê!)

Os balões...no céu de São Paulo...a LIBERDADE.

Os olhares curiosos...atentos...divertidos comentários...

A chegada...O encontro sensível dentro da livraria cultura...os livros silenciosos e parados...manisfestam simbólicos sentimentos.

Clarice Lispector assiste ao desfile e diz:
Nasci dura, heróica, solitária e em pé. E encontrei meu contraponto na paisagem sem pitoresco e sem beleza. A feiúra é o meu estandarte de guerra. Eu amo o feio com um amor de igual para igual. E desafio a morte. Eu - eu sou a minha própria morte. E ninguém vai mais longe. O que há de bárbaro em mim procura o bárbaro e cruel fora de mim. Vejo em claros e escuros os rostos das pessoas que vacilam às chamas da fogueira. Sou uma árvore que arde com duro prazer. Só uma doçura me possui: a conivência com o mundo. Eu amo a minha cruz, a que doloridamente carrego. É o mínimo que posso fazer de minha vida: aceitar comiseravelmente o sacrifício da noite.

O público aguarda...
Momento de contemplação...
Beijos e obrigada pela concretização do projeto....MODA e LITERATURA- 2008

Um comentário:

disse...

Não fazemos roupas
FAZEMOS IDÉIAS !!
comever é a melhor recompensa